Quem somos

Mais do que atenção, a natureza precisa de proteção

 

O site pmambientalbrasil.org.br é uma iniciativa do Instituto Homem Pantaneiro, idealizada pelo Ten. Cel. Angelo Pacelli Rabello, que tem a finalidade criar um espaço que possa reunir, em um só lugar, informações sobre o trabalho das unidades de policiamento ambiental do Brasil. Este espaço é aberto a militares e civis que queiram compartilhar informações, fazer denúncias ou contribuir de diversas formas com a causa ambiental de nosso país. A manutenção do site é de Bolivar Porto (Campo Grande/MS), civil, fotógrafo de natureza, publicitário e entusiasta da causa ambiental. Não temos função de Polícia, apenas divulgamos ações, respondemos sobre dúvidas e informamos a população civil que deseja colaborar com a causa, seja através de denúncias ou do desejo de ingressar nas forças estaduais de policiamento abiental.
 

MAIS DO QUE ATENÇÃO, A NATUREZA PRECISA DE PROTEÇÃO
 

Ocupando 47,3% de todo o território da América do Sul, a República Federativa do Brasil possui mais de 8,5 milhões de km2 de área. O Brasil tem a mais diversificada estrutura de ecossistemas: Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Zona Costeira e Pantanal, além de ser o maior país tropical do mundo.
A fauna e a flora brasileiras são extremamente ricas, nelas está contido o maior número de plantas floríferas, peixes de água doce, anfíbios e primatas. Nosso país ainda é líder em número de espécies de insetos e diversidade de vertebrados e ocupa o segundo lugar em número de espécies endêmicas, palmeiras e répteis.
Infelizmente, apesar dos esforços e trabalhos internos e externos, somente 3% da área brasileira é protegida por lei.

 

PROTEÇÃO EFICAZ - PARCERIAS QUE FORTALECEM
 

Dos 27 estados brasileiros, 26 dos possuem unidades da Polícia Militar Ambiental, somando um efetivo de quase 10.000 homens, que garantem a segurança da biodiversidade da nação.Sempre conscientes das responsabilidades que possuem, as Polícias Militares Ambientais atuam na preservação e conservação ecológica através de ações de fiscalização e controle nas áreas de mineração, poluição, queimadas, caça e pesca ilegais. Operam também programas na área de educação ambiental.

A maior parte das riquezas naturais brasileiras está em áreas privadas, portanto, os esforços de fiscalização são mais focados nesses locais onde, geralmente, existem poucas unidades de conservação.Procurando o melhor resultado possível em suas ações, as Polícias Militares Ambientais trabalham de forma integrada com o IBAMA, Secretarias Estaduais de Meio Ambiente, Universidades, ONGs e outras instituições. Através dessas parcerias é que se torna possível obter uma ação eficaz de fiscalização e preservação.

 

EFICIÊNCIA SOMA RESULTADOS
 

Nos últimos dez anos, a ação eficiente das Polícias Militares no diversos ecossistemas do país contribuiu para a conservação mostrando os seguintes resultados:

- Redução do contrabando e comércio ilegal de animais silvestres;
- Maior controle de desmatamento da Mata Atlântica;
- Controle total da caça ilegal de jacaré no Pantanal;
- Elaboração e implantação de programas para capacitação interna;
- Implantação e execução de diversos programas de educação ambiental;
- Controle das ações ilegais de extração mineral;
- Apoio a diversos programas de pesquisas científicas

 

 

 

ÁREAS DE ATUAÇÃO

 

• 1 - Fiscalizar:

- as explorações florestais;
- o transporte de produtos e subprodutos florestais;
- o transporte e o comércio de pescados;
- o transporte e o comércio de plantas vivas, procedentes de florestas;
- os desmatamentos e queimadas;
- os criadouros de animais silvestres;
- as atividades de pisciculturas.

• 2 - Coibir as atividades poluidoras do meio ambiente.

• 3 - Implementar campanhas educativas na área ambiental.

• 4 - Cooperar com as Promotorias de Justiça do Meio Ambiente, fornecendo 
relatórios e laudos necessários para dar início à ação penal e civil de reparação de danos ao meio ambiente.Cabe ainda ressaltar que o Poder de Polícia Ambiental conferido à Polícia Militar Ambiental tem respaldo na Lei Federal nº 6.938 de 31/Ago/81,com redação dada pela lei 7.804, de 18/Jul/89, que dispõe sobre a Polícia Nacional do Meio Ambiente.

A Polícia Militar Ambiental foi contemplada como integrante do Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA), em virtude do estabelecido no Art. 6º da lei federal:
"Art. 6º - Os órgãos e entidades da União, DOS ESTADOS,... responsáveis pela proteção e melhoria da qualidade ambiental, constituirão o Sistema Nacional de Meio Ambiente - SISNAMA."

A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul,apesar das atuais dificuldades, está fazendo a parte que lhe cabe, exercendo as atividades de policiamento e de fiscalização ambiental em todo o Estado, através da Companhia Independente de Polícia Militar Ambiental.

• Eficiência soma resultados

Nos últimos dez anos, a ação eficiente da Polícia Militar Ambiental no diversos ecossistemas do país contribuiu para a conservação mostrando os seguintes resultados:

- Redução do contrabando e comércio ilegal de animais silvestres;
- Maior controle de desmatamento da Mata Atlântica;
- Controle total da caça ilegal de jacaré no Pantanal;
- Elaboração e implantação de programas para capacitação interna;
- Implantação e execução de diversos programas de educação ambiental;
- Controle das ações ilegais de extração mineral;
- Apoio a diversos programas de pesquisas.